Borderô o que é, funcionamento e importância no negócio!

Entenda O Que É Borderô, Como Funciona, Quais os Tipos e Principais Benefícios!

O borderô é uma das ferramentas de gestão financeira que devem ser usadas dentro de uma empresa, para que se tenha mais controle sobre as entradas e saídas de valores. 

Dessa forma, é possível ter um negócio mais saudável financeiramente, o que aumenta as suas chances de sucesso.

Continue lendo este artigo para conhecer o borderô e suas vantagens, além de entender como ele é feito e quais outras ferramentas complementares podem ser usadas. 

O Que É Borderô?

O borderô é uma ferramenta de organização de finanças empresariais. Ele é usado para organizar contas a pagar e a receber e representa títulos como cheques, boletos bancários, duplicatas e captações de cartão de crédito.

O mais comum é que o borderô seja utilizado em empresas de varejo, mas também pode ser útil para a prestação de serviços. 

O setor de eventos também utiliza bastante essa ferramenta como forma de fazer um resumo das despesas e receitas ocorridas em um determinado evento. O nome borderô vem da palavra francesa “bordereau”, que significa registro.

Como Funciona o Borderô?

O borderô é um documento representativo das mais diversas negociações feitas por uma empresa. Ele deve reunir as operações bancárias de um mesmo dia em uma mesma conta, separando os títulos em duas categorias: contas a pagar e a receber. 

Depois de finalizado, ele deve ser enviado ao banco ou empresa responsável pelo processamento e cobrança. Além desse processo, a instituição também fará a cobrança de encargos financeiros e despesas bancárias.

Por Que Usar o Borderô?

A principal vantagem de utilizar o borderô na sua empresa é que ele facilita a organização financeira – e, como você sabe, isso é fundamental para o sucesso de um negócio. 

Agrupando todas as operações do dia em um único documento, o controle se torna mais simples e prático.

Quais São os Tipos de Borderô?

quais são os tipos de borderô?

Os borderôs de uma empresa podem ser classificados em dois tipos. Conheça cada um deles!

Borderô de Pagamento

No borderô de pagamento, a empresa deve registrar todos os seus gastos feitos em um dia. Isso inclui compras a prazo, pagamento de despesas, adiantamentos e contas a pagar.

Borderô de Recebimento

O borderô de recebimento deve agrupar todos os títulos a serem recebidos pela empresa, como  duplicatas e cheques pré-datados. Por isso, ele também pode ser chamado de borderô de cobrança.

Quais as Vantagens do Borderô?

Como falamos, a principal vantagem do borderô é que o documento facilita e simplifica o controle financeiro da empresa.

Outro ponto positivo é que ele aparece no extrato bancário em uma única linha. Isso facilita significativamente o processo de conciliação bancária e reduz os gastos da empresa com impressão e materiais de escritório.

Quais as Desvantagens do Borderô?

O principal desafio de trabalhar com o borderô é que, como ele representa um conjunto de títulos, um erro em apenas um deles pode prejudicar toda a operação. 

Além disso, a empresa também pode ser prejudicada quando há erros no envio do documento para o banco ou empresa de processamento. Para evitar que isso aconteça, esteja sempre de olho no preenchimento dos dados!

Como Fazer um Borderô Para Sua Empresa?

como fazer um borderô para a sua empresa? Confira:

Existem basicamente duas formas de fazer um borderô para a sua empresa. A primeira é manualmente, como se fazia antigamente. Hoje em dia, um borderô manual pode ser feito até mesmo em ferramentas digitais de criação de planilhas.

No entanto, o mais indicado é usar o seu ERP (Enterprise Resource Planning) para a confecção do documento. Hoje em dia, os ERPs mais completos oferecem essa função, de modo que basta preencher os espaços disponíveis para ter um borderô completo.

Além disso, os sistemas permitem o download do documento em uma série de formatos, para que você possa armazená-los da forma que achar melhor.

Um borderô completo deve ter:

  • nome da empresa;
  • nome da contratante do serviço;
  • descrição dos títulos;
  • espécie do título;
  • número dos documentos, de acordo com a nota fiscal;
  • vencimento dos títulos;
  • valor face;
  • valor líquido;
  • juros dos títulos;
  • total de documentos expostos;
  • menor e maior vencimento;
  • prazo médio ponderado;
  • dados e formas de pagamento.

Quais Outras Ferramentas de Gestão Financeira Empresarial Posso Usar?

Além do borderô, outras ferramentas podem ser utilizadas dentro das empresas para uma gestão financeira eficiente:

  • conciliação bancária: compara os dados registrados pela empresa com as movimentações bancárias, fazendo um alinhamento dos dados para evitar erros;
  • sistema de cobrança: é uma ferramenta que automatiza as cobranças da empresa, para que o time não precise entrar em contato com cada cliente individualmente;
  • gerenciamento de notas fiscais: o gerenciamento pode ser feito manualmente, com um funcionário emitindo a nota e outro conferindo, ou por meio de um sistema que automatize esse processo.

Conclusão

Cada empresa tem as suas rotinas e especificidades, por isso, na hora de fazer o seu borderô, considere esses fatores para criar um modelo que funcione para o seu negócio!
Além disso, é importante combinar o borderô com outras ferramentas de gestão, como o controle de fluxo de caixa, por exemplo, além das que já citamos aqui. Seguindo esses passos, com certeza o financeiro do seu negócio ficará mais organizado!

Deixe um comentário

quatro × quatro =