CABOTAGEM

Entenda O Que É Cabotagem e Quais os Benefícios na Logística?

A cabotagem é um tipo de transporte de cargas que acontece entre portos de um mesmo país. Ela pode ser muito vantajosa para alguns tipos de empresa, mas para outros, nem sempre é a melhor opção.

Quer saber mais sobre esse assunto e conhecer os seus tipos e principais indicações? Continue lendo este artigo!

O Que É Cabotagem?

A cabotagem é a movimentação de cargas entre portos de um mesmo país e se contrapõem à navegação de longo curso, que é aquela realizada entre portos de diferentes países.

Em países como o Brasil, em que há uma grande costa marítima, a cabotagem é uma alternativa interessante ao transporte rodoviário e ferroviário. 

Mas é importante deixar claro que esse tipo de movimentação de cargas não se resume à navegação no mar – ela também pode acontecer em rios e lagos.

Como a Cabotagem Funciona?

Aqui no Brasil, a cabotagem tem um funcionamento bem simples, da mesma forma como ocorre em outros países – porém aqui temos a vantagem de ter um vasto espaço litorâneo, como falamos, o que potencializa ainda mais esse tipo de transporte de cargas.

Nesse tipo de movimentação de cargas, as cargas são transportadas majoritariamente em navios, mas para que o processo de transporte se conclua, é preciso usar outro meio de transporte, como trens e caminhões, para que a carga chegue até os portos e saia deles em sua cidade de destino.

Outra característica da cabotagem no Brasil é que ela acontece principalmente no mar, transportando cargas que chegam nos principais portos do país para outros portos menores.

Quais São os Tipos de Cabotagem?

quais são os tipos de cabotagem?

O transporte de cabotagem se divide em duas categorias. Conheça cada uma delas a seguir!

Cabotagem Doméstica

A cabotagem doméstica é a modalidade tradicional, que acontece entre dois portos, que estão no mesmo país. Esses portos podem estar, inclusive, dentro de um mesmo estado!

Cabotagem Internacional

A cabotagem internacional é um tipo de navegação entre portos de dois países distintos, mas que não chega a ser considerada uma navegação de longo percurso. 

O transporte recebe esse nome quando a navegação acontece na área costeira, sem perder de vista a costa, mas saindo do território nacional.

No Brasil, exemplos comuns desse tipo de movimentação de cargas internacional são as navegações entre Brasil e Paraguai e Brasil e Uruguai.

Quais as Vantagens da Cabotagem?

Quais as vantagens da cabotagem?

O transporte marítimo de cargas pode ser benéfico tanto para empresas como para consumidores!

Redução de Custos

Normalmente, o transporte de cabotagem tem menor custo do que o transporte rodoviário. Isso, além de representar uma redução significativa nos custos de distribuição de uma empresa, faz com que os produtos cheguem aos consumidores com preços mais atrativos.

Segurança no Transporte

A navegação desse tipo de movimentação de cargas apresenta riscos menores do que o transporte rodoviário, tanto em relação a perdas como a roubo de cargas e de veículos. 

Além disso, a cabotagem também é mais segura para os trabalhadores, já que o número de acidentes no mar é muito menor do que aqueles nas estradas.

Sustentabilidade e Extensão Navegável

O transporte marítimo emite menos gases poluentes do que o transporte rodoviário, o que causa menos impactos negativos ao meio ambiente.

Outro positivo que já citamos aqui é a grande extensão do litoral brasileiro, que tem cerca de 7500 km. Assim, dá para levar cargas para quase todas as regiões passando por mais de 30 portos.

Cargas Transportadas em Maior Volume

O transporte marítimo de cargas é feito em contêineres, que viajam dentro de navios. Esse tipo de veículo consegue acomodar muito mais volume de carga do que os caminhões e trens, tornando o transporte muito mais eficiente.

Quais São as Desvantagens da Cabotagem?

Assim como acontece com qualquer processo logístico, a cabotagem tem vantagens e desvantagens. As vantagens você já conhece, então agora vamos falar sobre os desafios enfrentados por quem escolhe esse tipo de transporte.

O primeiro deles é o tempo de viagem. Apesar de os navios percorrerem caminhos mais tranquilos, eles não conseguem atingir a mesma velocidade de um trem ou de com caminhão, por exemplo. 

Por isso, é preciso calcular bem o tempo de transporte e ter tudo muito bem planejado para evitar atrasos.

Outra desvantagem desse processo é o desembaraço das mercadorias nos portos, que também costumam ser mais demorados. Portanto, o responsável pela logística também precisa contar com esse tempo na hora de planejar a distribuição dos produtos.

Também precisamos falar sobre o custo dos veículos, já que hoje as empresas brasileiras de navegação só conseguem autorização para funcionar caso tenham frota própria – e, por causa do alto custo dos navios, esse é um empecilho para muitas organizações.

Por fim, a tributação do combustível é um outro desafio enfrentado por quem escolhe fazer esse tipo de transporte. O combustível utilizado nos navios cargueiros é o óleo bunker, que corresponde a uma grande parte dos custos com o transporte.

Conclusão

A cabotagem é uma forma de transporte que pode ser muito vantajosa para empresas que movimentam grandes volumes de cargas, mas, por conta das suas características e custos, acaba não sendo uma alternativa para indústrias menores.

Antes de escolher a melhor forma de transporte para os seus produtos, não deixe de pesquisar sobre as vantagens e desvantagens, além de conhecer bem todos os riscos e custos envolvidos!

Deixe um comentário

um × um =