gestor realizando o calculo do comissionamento de vendas da sua empresa

O que você precisa saber sobre comissionamento de vendas

Uma coisa é certa, são as vendas que impulsionam o crescimento do seu negócio! Independente do ramo que você trabalha, seus vendedores precisam estar motivados para venderem mais, e com isso surge o comissionamento de vendas!

O processo de comissionamento nem sempre é bem entendido pelos donos de empresas e até mesmo pelos próprios vendedores, já que existem várias formas de comissionar seu time de vendas.

Quer entender mais sobre os tipos de comissionamento e como implementar na sua equipe? Continue com a gente neste artigo!

O que é a comissão?

A comissão nada mais é do que uma remuneração variável, conforme as vendas realizadas, destinada ao vendedor como uma recompensa financeira pelos seus resultados.

Se a sua empresa contar com um bom plano de comissionamento, é provável que a sua equipe faça um melhor atendimento e se esforce mais para realizar as vendas e bater as metas.

No Brasil, conforme a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), a comissão compõe o rendimento do trabalhador e precisa constar em folha de pagamento. Sendo assim, os cálculos de férias, 13o salário e encargos devem considerar os valores de comissão.  

Bem fácil de entender, certo?

Formas mais comuns de calcular a comissão

É fundamental que o tipo de comissionamento seja previamente definido e comunicado. Para que os vendedores possam entender corretamente seus ganhos, a comissão deve estar bem entendida por eles. Ela também precisa estar alinhada com o posicionamento da empresa.

Valor base e percentual

De forma bem simples, o valor da comissão é o resultado do valor base multiplicado pelo percentual pré-estabelecido. Esse valor base é composto por um ou mais destes tipos de vendas:

  • clientes novos;
  • clientes atuais (da base);
  • para um determinado produto ou mix de produto;
  • para vendas únicas e/ou recorrentes;
  • perfil de cliente;
  • região geográfica;
  • tipo de contrato;
  • período específico.

Já o percentual de comissão a ser aplicado sobre o valor base, pode variar muito de acordo com o negócio. No varejo, é comum uma comissão de 2 a 5% das vendas, enquanto na corretagem, em torno de 4 a 8% do valor do imóvel. Nas indústrias e distribuidoras, este percentual sempre compõe os gastos variáveis, que muda de acordo com o segmento. 

Algumas empresas optam por aplicar o percentual de comissão conforme uma ou mais variáveis. Seguem algumas delas para você se inspirar: 

  • menor conforme o desconto concedido;
  • maior ou menor conforme o atingimento da meta;
  • maior no alcance da “super meta”;
  • menor em produtos de margem baixa;
  • maior em produtos de margem alta;
  • menor quando perde cliente da carteira.

Nos aprofundamos um pouco mais nos modelos de comissionamento abaixo. Aproveite para avaliar qual se aplica melhor ao seu negócio e time de vendas. 

Comissão por atingimento de meta

A comissão por atingimento de metas ou escalonada é bastante comum nas empresas atualmente. E como ela funciona? Aqui o vendedor é gratificado conforme o percentual da meta que ele atinge. 

O cálculo pode ser aplicado de duas formas:

  1. Se o vendedor bateu 70% da meta ele recebe 70% do valor de comissão que ele teria direito se tivesse atingido 100%. Na contrapartida, se bater 125% da meta, por exemplo, recebe 125% do valor base de comissão. 
  2. Se ele vender até X reais, ele recebe 3% de comissão. Se vender entre X e Y reais, a porcentagem sobre para 3,5%. Caso ele consiga vender Z reais, passa a ganhar 4%.

Comissão por vendas

Essa é a maneira de comissionamento mais utilizada. Nela o vendedor recebe um percentual fixo a cada venda realizada, independente da data de faturamento ou recebimento. Normalmente o pagamento é feito no início do mês seguinte, após fechar o ciclo.

Exemplo: 

Valor da venda: R$ 10.000,00 mês. 

Percentual da comissão: 5%

Valor da comissão: R$ 500,00

Aqui, você precisa ter cuidado com a sua margem de lucro, principalmente quando houver promoções ou épocas de baixa de preços (como a black november). Esteja seguro de que não haja prejuízos com este tipo de comissionamento.

Comissão por faturamento

A comissão por financeiro, ou faturamento bruto, é baseada nos valores que a empresa faturou no mês anterior, considerando as vendas por vendedor e sem a retirada dos custos.

Este tipo de comissionamento possui algumas vantagens, como: 

  • estimular os vendedores a vender mais para faturamento imediato;
  • incentivar os vendedores a ficarem mais tempo na empresa;
  • a empresa não necessita de um grande fluxo de caixa para arcar com as comissões.

Comissão por recebimento

Quando uma comissão é feita por recebimento ou liquidação, o vendedor terá acesso aos seus recebimentos após o cliente realizar o pagamento. 

A grande vantagem deste método de comissionamento é que não há retiradas do caixa da empresa. Para aplicar esta metodologia é necessário que o fluxo de caixa da sua empresa seja altamente preciso, além de estimular os vendedores a realizar mais vendas à vista (ou com parcelamento menor).

ebook-fluxo-de-caixa

Qual o modelo ideal para a minha empresa?

Existem muitos fatores que influenciam na decisão do tipo de comissionamento utilizado e requer muita análise e consideração.

Você pode consultar seu contador ou contratar uma consultoria para te auxiliar nesta tarefa. O mais importante é optar por um modelo que a sua empresa pode arcar e se houver possibilidade de uma remuneração diferenciada em determinado mês, faça acontecer!

Como calcular a comissão de vendas?

Depois de definir o método de comissão, vamos ao cálculo! Mesmo sendo intuitivo, você deve tomar alguns cuidados.

Trouxemos um passo-a-passo com 4 etapas fundamentais para calcular a comissão de vendas, vamos lá?

Calcule o percentual de comissionamento

A comissão dos seus vendedores não pode ser muito alta e acabar com a margem do negócio, bem como não pode ser muito pequena, a ponto de desestimular sua equipe.

A forma mais comum é o percentual fixo, mas em vendas recorrentes algumas empresas oferecem um comissionamento ao longo do período em que o cliente utiliza o serviço, a fim de estimular o vendedor a trabalhar na retenção da venda.

Estabeleça os períodos de vendas e de pagamento

Parece óbvio, mas é necessário definir se a data da venda será a que o vendedor fechou o negócio ou a data em que o cliente efetuou o pagamento?

E ainda, qual a data em que será paga a comissão dos vendedores e de que forma?

Você precisa ter tudo isto definido antes de iniciar as vendas! É recomendado que você tenha uns 10 dias de folga para calcular as comissões.

Some as vendas individuais de cada vendedor

Você já acertou todos os detalhes e agora é a hora de somar as vendas que cada vendedor realizou. Para que este controle seja eficiente, é fundamental contar com um CRM, assim você terá todos os dados das vendas com muito mais facilidade e agilidade.

Cálculo da comissão

Nesta etapa, você já sabe como vai remunerar seus vendedores, o percentual de comissão, o período a ser considerado e já somou as vendas que cada vendedor realizou, então é só fazer o cálculo com base no montante vendido.

Automatização dos cálculos

Com a tecnologia cada vez mais acessível, é fundamental poder contar com sistemas que auxiliem o dia a dia do gestor. Sabemos que o cálculo do comissionamento pode ser complexo, então é importante ter um sistema que realize esses cálculos por você!

O ERP da WebMais emite relatório sobre os cálculos automáticos com diversas regras de comissionamentos dos seus vendedores.

Quer conhecer o sistema? Agende uma demonstração gratuita com nossos consultores!

fale-com-um-especialista

Deixe um comentário

7 + 1 =