como ajustar as finanças ao novo cenario

Gestão financeira: Como ajustar as finanças ao novo cenário?

Estamos vivendo um período cheio de incertezas devido a pandemia do novo coronavírus, onde a economia foi amplamente impactada. Com todas essas mudanças sentidas por todos nós no último mês, alguns setores da economia foram mais afetados quando comparados a outros, por isso criamos este artigo, para te auxiliar na gestão financeira da sua empresa e a ajustar as suas finanças a este novo cenário.

Iremos partir de uma breve contextualização de como a pandemia atingiu a economia, análise de cenário e como se preparar para a retomada dos negócios, vamos lá?

Pandemia: desafio mundial

É fato que a pandemia do covid-19 atingiu praticamente todos os setores da economia e que houve uma alteração na dinâmica de socialização das pessoas e nos modelos de trabalho. Por consequência, percebeu-se uma alteração nos padrões de consumo e da própria economia como um todo.

Todos as empresas acabaram sentindo este impacto nas suas operações e resultados. Uma pesquisa da SenseData apontou uma divisão em dos negócios em três grandes grupos, conforme o impacto do coronavírus, são elas:

  • Empresas que estão sendo altamente requisitadas: como serviços de entrega e envio, comércio eletrônico, indústria farmacêutica e alimentícia, produtos para higiene, soluções cloud, telecomunicações e health care.
  • Negócios pouco impactados: hardwares e tecnologia, meios de comunicação, gestão de recursos, produtos químicos, óleo e gás.
  • Empresas que estãos endo altamente prejudicadas: turismo em geral, eventos, varejo, companhias aéreas, bares e restaurantes por exemplo.

Isso nos mostra que grande parte dos negócios foram atingidos negativamente pela crise econômica gerada pela pandemia. Por isso, é crucial que todos os negócios se preparem e tracem estratégias para a retomada e posterior estabilização da economia.

Análise de cenário: que ações tomar no curto e médio prazo?

Antes de qualquer coisa, é preciso realizar uma análise completa do cenário em que a sua empresa se encontra e, a partir disso, traçar planos de ação de curto, médio e longo prazo, sempre visando a manutenção das suas atividades, a retomada e a posterior estabilização das atividades na pós-pandemia.

ebook-fluxo-de-caixa

Análise imediata

É fundamental que você analise de imediato a sua capacidade de liquidez, afinal, ele é um dos principais indicadores para este momento. Além disso, é importante analisar a evolução da liquidez nos últimos meses. Assim, você poderá verificar a saúde financeira tanto do seu negócio como também do meu cliente, pois se a sua liquidez está baixa, significa que você não está recebendo e que, possivelmente, seu cliente está com dificuldades financeiras.

Outro ponto fundamental que deve ser analisado de forma imediata é o seu plano de contas. Você deve manter apenas o que é essencial. Antes de qualquer decisão, pergunte-se: Quanto desta ação irá onerar ou preservar meu caixa? Trará resultado em receita no curto prazo? Esta análise é fundamental antes de tomar qualquer atitude.

Ações de curto e médio prazo

Após realizar a análise da situação atual da sua empresa, começa a parte de definir as ações que serão tomadas em curto e médio prazo para manter a sua operação funcionando e também estar preparado para a retomada das atividades.

Preste muita atenção nas suas despesas e verifique o que pode ser cortado e quais ações tomar, como por exemplo negociar com seus fornecedores, cancelar ou suspender prestações de serviços ou ferramentas não essenciais neste momento, suspensão de viagens e gastos em cartões de crédito e a suspensão de novas admissões de colaboradores.

Fique atento ao seu índice de inadimplência e cuide da sua carteira de clientes. Negocie com os seus clientes para evitar e diminuir as chances de ele não efetuar os pagamentos, tente entender os motivos que levaram a isso e diversifique os meios de pagamentos. Para saber mais de como lidar com a inadimplência, baixe o nosso Guia de Redução da Inadimplência.

ebook redução da inadimplencia meio artigo

Outras ações que você pode analisar e que são igualmente importantes:

  • Estoque parado é sinônimo de dinheiro parado. Tente criar ações para reduzir seu estoque e com isso gerar fluxo de caixa;
  • Negocie ou renegocie junto ao seu banco tarifas, prazos e taxas de juros;
  • Colocar sua equipe, ou parte dela, trabalhando home-office pode ser interessante, já que gastos com infra-estrutura podem ser reduzidos;
  • Veja o que às demais empresas estão fazendo e verifique se é possível aplicar em seu negócio;
  • Participar de eventos onlines, como webinars e lives podem ser ótimos para ter insights e te ajudar a passar por este momento;
  • Fique atento às medidas do governo, essa pode ser uma forma de você ter um fôlego em seu caixa nos próximos três meses.

Preparação para a retomada

Para estar preparado para a retomada no pós-pandemia, é necessário que durante este período você mantenha algumas atividades com foco na retenção de clientes. Desenvolva lives e webinars para auxiliá-los neste momento e, não pare de prospectar novos clientes.

Não esqueça de como a transformação digital está mudando às relações de trabalho, por isso, pense no que faz sentido e é sustentável no longo prazo dentro do seu segmento. E sobretudo, tenha ferramentas a sua disposição que permitam uma análise completa da sua gestão, assim, suas decisões serão muito mais fundamentadas e assertivas.

Com isso, o uso de um software de gestão completo e que permita um acesso fora do ambiente corporativo é peça-chave para que a sua administração e seus negócios sejam bem sucedidos, afinal, você precisa ter ciência do que ocorre em todos os setores, não é mesmo?

Realizamos um Webinar exatamente sobre este assunto e você pode acessá-lo clicando aqui!

fale-com-um-especialista

Deixe um comentário

dezessete − 12 =