contaminação cruzada o que é e 4 medidas de prevenção

Entenda O Que É Contaminação Cruzada na Indústria, Como Ocorre e Medidas de Prevenção!

A contaminação cruzada na indústria alimentícia é uma das principais causas de doenças transmitidas por alimentos. 

Por isso, as empresas devem ter políticas de prevenção de contaminação, colocando em prática medidas que garantam a segurança para os consumidores.

Neste artigo, você vai saber mais sobre a contaminação cruzada, entender como ela acontece e conferir algumas práticas que podem evitá-la. Acompanhe!

O Que É Contaminação Cruzada?

A contaminação cruzada é a transferência de contaminantes biológicos entre alimentos, superfícies e materiais de produção. Esses contaminantes podem ser bactérias, parasitas, vírus, toxinas e agentes químicos. 

Uma das bactérias mais conhecidas  é a Salmonella, geralmente encontrada em ovos, leite, carne mal cozida, frutas e vegetais. Entre os vírus, destaca-se o norovírus, normalmente transmitido por meio da manipulação de alimentos contaminados.

Segundo o Ministério da Saúde, os maiores contaminadores do Brasil são alimentos crus, como ovos e carnes vermelhas – eles são responsáveis por 34,5% dos surtos de doenças causadas por alimentos no país.

Como Ocorre a Contaminação Cruzada na Indústria?

O mais comum é que a contaminação cruzada aconteça por troca de agentes biológicos durante a manipulação de peças de proteína animal, principalmente quando esses procedimentos são feitos sem os cuidados e higiene necessários.

Além disso, ela também pode ocorrer por outros fatores, como:

  • utilização dos mesmos utensílios para manipular alimentos crus e cozidos;
  • armazenamento de alimentos de diferentes origens em um mesmo espaço;
  • manipulação de lixo ou de partes do corpo antes da manipulação de alimentos, sem a higiene adequada;
  • transporte inadequado;
  • condições inadequadas na distribuição dos produtos aos consumidores finais (como em mercados, por exemplo).

Quais os Tipos de Contaminação Cruzada?

tipos de contaminação cruzada

Existem três principais tipos de contaminação cruzada. Saiba mais sobre cada um deles a seguir!

Equipamentos Para Alimentos 

Este tipo de contaminação cruzada acontece porque as bactérias podem sobreviver por longos períodos em superfícies como bancadas, tábuas, facas, recipientes e equipamentos de corte. 

Por isso, é fundamental que eles sejam higienizados corretamente – caso contrário, os alimentos que entrarem em contato com essas superfícies podem ser contaminados por agentes patológicos. 

Pessoas Para Alimentos

Os seres humanos também podem transferir agentes contaminantes para os alimentos. É o que acontece quando alguém toca os próprios olhos, nariz ou boca antes da manipulação, sem fazer a higiene adequada.

Também é comum que as pessoas envolvidas nos processos produtivos de alimentos esqueçam de lavar as mãos depois de mexer no lixo ou ir ao banheiro – o que aumenta significativamente as chances de contaminação cruzada. 

Outro exemplo comum de transmissão de agentes de pessoas para alimentos é quando alguém tosse ou espirra enquanto manipula esse tipo de produto.

Alimentos Para Alimentos

Este é o tipo de contaminação cruzada mais comum e acontece quando um produto contaminado entra em contato com outro que não está. 

Isso acontece, principalmente, quando não há processos muito bem definidos para a manipulação de alimentos na indústria e quando diferentes alimentos são armazenados em um mesmo recipiente.

Quais Medidas Adotar Para Prevenir a Contaminação Cruzada?

como prevenir a contaminação cruzada

A notícia boa é que a manipulação cruzada, apesar de grave, pode ser evitada com ações simples. Conheça alguns exemplos para evitar contaminação cruzada de alimentos!

Armazene Alimentos no Lugar Certo

O armazenamento de alimentos na indústria deve ser feito com muita atenção. Alimentos diferentes nunca devem dividir o mesmo recipiente. 

Além disso, os alimentos crus devem estar sempre separados daqueles que já estão cozidos ou prontos para o consumo, ainda que sejam do mesmo tipo.

Higiene das Mãos e Superfícies

A higiene também é essencial para evitar a contaminação cruzada. E aqui estamos falando tanto da higiene pessoal como da limpeza de superfícies e equipamentos.

Todas as pessoas que vão ter contato com o alimento devem lavar as mãos antes da manipulação, prender os cabelos e evitar tossir, falar ou espirrar enquanto manipulam os produtos.

A higienização das superfícies e equipamentos também deve ser feita com cuidado, utilizando produtos adequados e garantindo que todos os pontos tenham contato com o produto.

Cuidado Com a Manipulação do Alimento

A manipulação em si também deve ser feita com alguns cuidados. As tábuas, por exemplo, não podem receber dois alimentos diferentes sem antes serem higienizadas. 

Para garantir cuidados ainda melhores, o ideal é ter tábuas, facas e ferramentas específicas para cada grupo de alimentos.

Também é importante que as pessoas que fazem a manipulação estejam sem anéis, pulseiras e relógios, além de manter as unhas curtas.

Observar a Temperatura Recomendada Para Armazenamento dos Alimentos

As chances de contaminação cruzada aumentam quando os alimentos são conservados em temperaturas diferentes daquelas recomendadas. 

Por isso, na hora de armazenar, certifique-se de que cada peça está segura do calor ou do frio excessivo, de acordo com as recomendações para cada produto.

Conclusão

A contaminação cruzada por ser um grande problema para as indústrias, pois está diretamente relacionada à saúde da população. Por isso, as empresas precisam desenvolver ações preventivas e conscientizar toda a equipe sobre a importância desses cuidados.

Com pequenas ações, processos bem estabelecidos e disciplina, é possível evitar a contaminação e  garantir a produção de produtos seguros para o consumo.

Deixe um comentário

catorze − doze =