Curva ABC o que é, para que serve e como montar?

Entenda o Que É a Curva ABC, Para Que Serve e Como Calcular!

As estratégias empresariais buscam medidas que otimizem o serviço interno. O controle de estoque é um processo importante para qualquer empresa, principalmente para acompanhar o seu faturamento. 

A Curva ABC, então, pode se tornar uma aliada nesse planejamento, uma vez que traz formas benéficas de trabalhar com esse controle. Mas, afinal, você sabe o que é a Curva ABC e como ela pode ajudar o controle do seu estoque? 

Veja em nosso post tudo sobre essa estratégia, além de como usá-la dentro de sua empresa e aplicá-la de forma prática e eficaz. Aproveite também para entender a importância de um ERP nesse processo.

O Que É a Curva ABC?

A Curva ABC é uma forma de organizar e categorizar os produtos comercializados dentro de um negócio. 

Por meio dessa lista é possível classificar o faturamento gerado em cima dessas vendas e entender quais dão mais lucros e quais saem com mais frequência, entre outros.

O principal requisito para fazer essa categorização está no número de demandas. Com essa informação é possível entender qual produto é mais requisitado no seu negócio e qual possui menos saída, mas que ainda possui uma parcela de compra entre os consumidores. 

A curva ABC de estoque é representada por três grupos que fazem parte desse planejamento:

  • Grupo A: produtos com alta demanda, que representam 80% das vendas;
  • Grupo B: produtos com demanda intermediária, que representam 15% das vendas;
  • Grupo C: produtos com baixa demanda, que representam 5% das vendas.

A Curva ABC é uma opção bastante atrativa para quem busca estratégias de gerenciamento interno de serviços e equipes — principalmente para as empresas que necessitam do monitoramento e da gestão do controle de estoque.

homem-e-mulher-apontando-para-tela-computador

Como Surgiu a Curva ABC (Princípio de Pareto)?

A Curva ABC também é chamada de Princípio de Pareto, porque foi desenvolvida pelo economista italiano Vilfredo Pareto. Ele identificou que 80% da riqueza estava concentrada em 20% da população e, posteriormente, esse pressuposto foi incorporado a outras áreas.

Na administração, por exemplo, se estima que 80% dos problemas correspondem a 20% das causas. Já o marketing acredita que 20% das ações executadas trazem 80% dos resultados de uma empresa.

Nas vendas, acontece a mesma coisa. Seguindo esse princípio, podemos dizer que poucos produtos podem corresponder à maior parte do faturamento — e, por isso, devem ocupar uma parcela maior do estoque.

Agora que você entendeu o que é Curva ABC e como surgiu, vamos entender mais sobre para que serve esse conceito. 

Para Que Serve a Curva ABC?

Para que serve a curva ABC?

O principal objetivo da análise da Curva ABC é otimizar o seu estoque, evitando que o dinheiro fique parado ali quando poderia estar rendendo se investido em outras coisas. 

Por outro lado, é preciso considerar as perdas de vendas que podem ser causadas por falta de produtos em estoque.

A Curva ABC, portanto, tem fundamental importância para a gestão do estoque, garantindo que ele seja condizente com as demandas de uma empresa.

Curva A (Produtos Mais Importantes)

A curva A corresponde aos produtos mais buscados pelos clientes e que, por isso, têm maior importância para a empresa. Fazem parte da curva A 20% dos produtos que correspondem a 80% do faturamento.

São esses produtos que a empresa precisa priorizar.

Curva B (Produtos Intermediários)

Os produtos intermediários são aqueles que não têm a mesma importância dos produtos da curva A, mas que ainda trazem algum faturamento para a empresa. 

Curva C (Produtos Menos Importantes)

Na curva C estão os produtos menos importantes, que trazem baixo retorno financeiro. Eles não podem deixar de constar no estoque para que a empresa não perca vendas, mas não devem ser priorizados, pois, correspondem a cerca de 5% no faturamento.

Qual a Importância da Curva ABC?

Conhecer bem a Curva ABC do negócio facilita a tomada de decisão e isso, por si só, já é um grande benefício para a empresa. A análise desse tipo de informação ajuda a focar no que é mais importante para os resultados e realmente traz lucro para a empresa.

E aqui não estamos falando somente sobre a compra de produtos para revender. Entender o comportamento da Curva ABC pode ajudar também a compreender, por exemplo, quais funcionários estão sobrecarregando a folha de pagamento da empresa.

Além disso, a Curva ABC ajuda na previsibilidade sobre as vendas, o que, por sua vez, contribui para o planejamento estratégico do negócio — principalmente em relação aos investimentos a serem feitos.

Por fim, não podemos deixar de falar sobre a redução do desperdício, outra vantagem de usar a Curva ABC na sua empresa. 

Quando você entende quais produtos têm realmente saída, faz compras de forma mais acertada e evita o desperdício de esforços e de recursos financeiros e materiais.

Como a Curva ABC Ajuda as Empresas?

A Curva ABC pode ajudar uma empresa de diversas formas. Conheça as principais!

Planejamento de Compras

Quando você sabe exatamente quais são os produtos mais buscados pelos seus clientes e quais costumam ficar encalhados no estoque, você pode fazer compras de forma muito mais inteligente.

Você vai saber quais itens devem ser priorizados e quais podem até deixar de ser comprados.

Planejamento de Vendas

O mesmo que acontece com as compras acontece com as vendas. Sabendo quais são os produtos com maior demanda você pode planejar estrategicamente a sua precificação, ações de marketing e plano de vendas.

A Curva ABC também vai ajudar a entender quais produtos precisam de uma forcinha para saírem do estoque — você pode planejar promoções com base nesse conhecimento!

Mix de Produtos Com Gestão de Estoque

Analisando a Curva ABC, você evita erros na hora de definir o seu mix de produtos e montar o seu estoque. 

E você já sabe que dinheiro parado no estoque é sinônimo de prejuízo, não é mesmo? Esse dinheiro poderia estar trazendo muito mais resultados se aplicado em outras coisas (ou até mesmo no banco).

Planejamento da Logística

Saber quais produtos têm melhor saída ajuda você a planejar a logística nos dois sentidos — tanto na compra com os fornecedores como no envio para os clientes.

Os produtos mais vendidos, naturalmente, exigem quantidade maior de embalagens e mais espaço de armazenamento, por exemplo.

Como Utilizar a Curva ABC na Gestão de Estoque?

O controle de estoque muitas vezes é feito de forma manual, sem uma estratégia eficaz de organização. 

Essa atitude gera muitas dores de cabeça, visto que surgem erros de contagem, falhas na precificação dos produtos e até mesmo descontrole na entrada e saída de mercadorias. 

Com esse planejamento da Curva ABC de estoque, por exemplo, é possível identificar produtos que podem entrar em promoção devido a sua demanda ou até mesmo evitar o excesso de estoque, já que há uma estratégia monitorando a quantidade de mercadorias que entram e saem da empresa. 

Separamos aqui três formas para utilizar esse planejamento em prol da organização do seu estoque e melhor gerenciamento do espaço.

1 – Identificação de demandas

Em primeiro lugar, ao adotar a Curva ABC para realizar a gestão de estoque, torna-se mais fácil a identificação dos produtos. Por meio do cadastro das mercadorias em um sistema centralizado, o gestor consegue acompanhar quais são as demandas, além de monitorar a entrada e saída dos mesmos.

Feito de forma manual, com papéis, sem demais estratégias, pode haver uma série de falhas que afetam principalmente o financeiro da empresa – já que há uma inconstância entre faturamento e estoque.

2 – Priorização de produtos

Além disso, por meio dessa estratégia é possível também priorizar produtos em relação a outros. Como já mostramos, a Curva ABC separa as mercadorias em três grupos, que precisam vir organizados dentro de um estoque.

Imagine que você revenda bonés, tênis e blusas. O primeiro produto possui mais demanda e deve ser priorizado no esquema de estoque. Sem isso, no instante de fazer a organização e reposição podem surgir problemas como falta de mercadoria e erros de contagem.

3 – Compras mais assertivas

Com todos os produtos listados pela Curva ABC, as compras tornam-se mais assertivas devido à relevância de cada mercadoria. Agora o gestor do setor não precisa gastar mais comprando tudo que está no estoque para repor, basta somente pesquisar o que é preciso para aquele momento e adquirir.

Essa é uma estratégia que atinge diretamente na redução de gastos, uma vez que a empresa não precisa mais repor todo o estoque para ter o que é necessário para comercialização.  

Como montar a curva ABC

Como montar a curva ABC?

Crie um documento;
Relação de produtos;
Preço unitário;
Valor arrecadado;
Total de vendas.

Para você que está pensando em adotar essa estratégia é possível, sim, montá-la de maneira descomplicada. Para isso é necessário seguir alguns passos, que são fundamentais na hora de montar uma planilha da Curva ABC.

Por isso, pegue uma caneta e um papel para acompanhar todas as informações e colocá-las em prática neste mesmo instante!

1- Crie um documento

Em primeiro lugar você deve criar um documento para que todas as informações sejam colocadas. O arquivo mais adaptado para esse tipo de ação é o Excel, pois ele contém as ferramentas e espaços ideias para colocar os dados necessários. Contudo, é fundamental que esse documento fique centralizado em um sistema. 

2- Relação de produtos

Após criar a sua planilha, faça a relação de produtos que se encontram no seu estoque. Para que a Curva ABC seja bem administrada, nenhum item pode ficar de fora dessa listagem, mesmo que uma mercadoria em específico tenha pouca demanda em relação às outras.

3- Preço unitário

Com a relação dos produtos em mãos, agora é a hora de colocar o preço unitário de cada mercadoria. Com esse preço é possível calcular o faturamento de sua empresa e entender quais os produtos com maior e menor demanda.

4- Total de vendas

Feito todos os passos acima, agora faça o cálculo do total de vendas durante um período de tempo (dias, meses ou até mesmo ano). Coloque em alguma anotação a justificativa desse período e quando pretende refazer o processo e reiniciar a Curva ABC.

5- Valor arrecadado

Por último, com a soma total de vendas de sua empresa é possível, então, saber qual foi o valor arrecadado com todas as mercadorias comercializadas. Após essa etapa é possível calcular qual foi o percentual de ganho durante o período.

sistema de gestao webmais 01

Como um ERP pode ajudar nesse processo?

Para a aplicação eficaz dessa estratégia, o ERP pode ser o melhor aliado e ajudar o empresário a comandar a Curva ABC. Além de ser um sistema descomplicado e de fácil uso, as ferramentas de um sistema centralizado auxiliam principalmente no controle de vendas, seja na expedição do produto ou até mesmo no financeiro.

Por ser um sistema online, o ERP também evita que seus colaboradores percam horas do dia elaborando fichas físicas em papéis ou que essas planilhas se percam dentro do espaço de uma empresa. Portanto, pense na adoção desse sistema e conte com a WebMais para auxiliá-lo nesse processo!

Até aqui, então, entendemos que a Curva ABC é uma excelente estratégia para gestores que querem fazer o controle de estoque e gerenciar esse setor com mais eficácia e simplicidade. Por meio de um ERP, como o da WebMais, é possível otimizar ainda mais esse serviço, uma vez que todas as informações ficam centralizadas num mesmo sistema.

Deixe um comentário

oito − 7 =