Diagrama de Ishikawa

Entenda O Que É o Diagrama de Ishikawa, Quais Seus Benefícios e Como Fazer! [Passo a Passo]

Você já ouviu falar em Diagrama de Ishikawa? A ferramenta é ideal para ajudar você a encontrar as causas para os principais problemas da sua empresa e, assim, traçar as melhores estratégias para resolvê-los — economizando tempo, dinheiro e esforços.

Continue lendo o artigo para entender como fazer essa análise!

sistema de gestão empresarial

O Que É o Diagrama de Ishikawa?

O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta visual, em formato de gráfico, que tem como objetivo ajudar uma equipe de trabalho a encontrar a causa principal de um problema. 

O diagrama recebe esse nome por causa do seu criador, o engenheiro Kaoru Ishikawa, mas também é chamado de Diagrama Espinha de Peixe, Diagrama Causa e Efeito e Diagrama dos 6Ms.

As empresas usam essa ferramenta para achar a causa principal de um problema e, assim, evitar o desperdício de soluções em causas secundárias. 

O diagrama ajuda a entender também quais são os fatores que podem interferir em resultados negativos e, a partir da sua análise, é possível chegar a uma conclusão sobre qual deles é o verdadeiro responsável por um problema.

Qual a Origem da Ferramenta Diagrama de Ishikawa?

O gráfico de Ishikawa existe desde 1943, quando o engenheiro químico de mesmo nome buscava desenvolver uma ferramenta que pudesse ser usada por qualquer pessoa em uma linha de produção, desde os operários até a diretoria.

Ainda hoje, Ishikawa é considerado o pai do movimento em prol da qualidade no Japão e um dos maiores mentores da ciência da gestão.

Qual a Função do Diagrama de Ishikawa?

A matriz Ishikawa é muito usada por empresas de produção em série, principalmente porque, nesses ambientes, encontrar a real origem de um problema é um grande desafio. 

Isso porque, a causa pode estar em qualquer ponto da linha de montagem e qualquer percalço pode significar grandes perdas. 

Usando o diagrama de Ishikawa, é possível listar todos os fatores envolvidos na produção e analisá-los um a um. Ele funciona como um mapa, ajudando a organizar o raciocínio.

Como Usar o Diagrama de Ishikawa?

Como usar o diagrama de ishikawa também chamado de 6ms

Método;
Matéria-prima;
Mão de obra;
Máquina;
Medida;
Meio ambiente.

O diagrama também é chamado de 6Ms porque, no gráfico, são representadas seis categorias de processos:

  • método: a metodologia usada para criar os produtos;
  • matéria-prima: materiais usados na confecção de produtos;
  • mão de obra: recursos humanos envolvidos na operação;
  • máquina: diz respeito aos equipamentos utilizados na empresa;
  • medida: são as decisões relacionadas à fabricação de produtos;
  • meio ambiente: as condições do ambiente em que a operação acontece.        

Nem sempre é necessário listar todas essas categorias no seu diagrama. Antes de começar a listá-las, avalie quais fazem sentido para o problema cuja causa você gostaria de encontrar.                                                                                                                                                           

Quando Usar o Diagrama de Ishikawa?

Sempre que uma empresa enfrenta um problema em sua produção ou gostaria de otimizar algum processo, o Diagrama de Ishikawa pode ser utilizado. Além de ser fácil e prática, ela se aplica a praticamente todas as atividades realizadas em uma indústria.

O ideal é que ele seja aplicado em situações que impactem diretamente a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa, mas a ferramenta também pode ser útil em outras questões — como atrasos constantes dos funcionários, por exemplo.

Princípio da Causa vs Efeito do Diagrama de Ishikawa

O Diagrama de Ishikawa se baseia na lógica de cada ação tem uma reação. Por isso, ele está relacionado ao princípio de causa e efeito. 

As causas podem ser variáveis ou fatores que contribuem para a variação do grau de intensidade do efeito. Já os efeitos são uma característica do desempenho que resulta de causas específicas — e são manifestados por alguns sintomas.

Assim como acontece na vida das pessoas, nas empresas todas as ações geram determinadas reações ou consequências. 

E foi por isso que o Diagrama de Ishikawa surgiu, para ajudar os gestores a encontrarem as verdadeiras causas das consequências que atrapalham a obtenção dos melhores resultados.

Quais os Benefícios de Utilizar o Diagrama de Ishikawa?

Quais os benefícios de utilzar o diagrama de Ishikawa?

Envolimento de toda a equipe;
Foco nos problemas mais importantes;
Melhor visibilidade das causas;
Melhoria constante de processos.

Agora que você já sabe o que é e para que serve o Diagrama de Ishikawa, vamos falar sobre os benefícios que essa ferramenta traz para as empresas que a aplicam?

Envolvimento de Toda a Equipe

Para o melhor desempenho na análise das causas, o ideal é envolver todo o time no processo de levantamento das possibilidades. 

Isso é positivo porque as pessoas que estão na linha de frente muitas vezes têm conhecimentos que os gestores não têm, justamente pelo contato mais próximo com os processos produtivos.

Além disso, o envolvimento de todos faz com que o time se sinta valorizado, o que contribui com a motivação e engajamento no trabalho.

Foco nos Problemas Mais Importantes

Sem uma visão ampla sobre o negócio e seus problemas, pode ser que você corrija erros e resolva questões que não são tão relevantes para o negócio. E, assim, perde tempo, dinheiro e energia.

O Diagrama de Ishikawa permite que o time busque soluções para os maiores problemas que enfrentam, aqueles que trazem maiores impactos negativos. 

Assim, a empresa consegue encontrar rapidamente soluções para os problemas mais complexos e, depois, partir para correções menores.

Melhor Visibilidade das Causas

O formato de espinha de peixe do gráfico Ishikawa permite uma visualização ampla de todas as informações ali colocadas. 

Isso evita um erro comum a muitos gestores, que é não enxergar os processos de forma sistêmica — e isso dificulta a identificação das causas do problema.

Melhoria Constante de Processos

Com problemas solucionados, é natural que haja melhoria constante em todos os processos da empresa. Além disso, no final da cadeia produtiva, os produtos têm maior qualidade e são entregues com mais agilidade aos consumidores.

Como Fazer o Diagrama de Ishikawa? [Passo a Passo]

Que tal começar a montar o seu diagrama? Confira o passo a passo:

  • Definição do problema a ser resolvido: evite escolher algo muito genérico — quanto mais direto e específico o problema for, mais fácil de resolver;
  • crie a espinha de peixe: monte a estrutura do gráfico, começando pela cabeça, que é o problema, e depois partindo para as espinhas, que são as possíveis causas;
  • reúna a equipe: faça um brainstorm para levantar todas as prováveis causas;
  • divida as causas por categorias: é agora que você vai acrescentar as causas levantadas ao diagrama, cada um sua categoria (aquelas seis que já mostramos mais acima);
  • analise e defina ações: selecione a causa que você acha que mais impacta o problema e trace um plano de ação para resolvê-la.

Exemplos de Diagrama de Ishikawa

A imagem abaixo representa o gráfico a ser construído no processo de análise proposto por Ishikawa:

Exemplo de diagrama de ishikawa

Depois de preenchido, o seu gráfico deve ficar assim:

Exemplo de diagrama de ishikawa

Conclusão

Analisar detalhadamente as possíveis causas de um problema é a melhor forma de encontrar a principal delas e tomar decisões mais acertadas, que vão ter maiores impactos no resultado.

O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta que funciona como um guia para esse tipo de raciocínio, sendo muito valiosa para os gestores que desejam ter uma visão ampla sobre o que acontece em suas operações.

Deixe um comentário

seis + 20 =