colaboradores evitando erros no controle de expedição

Conheça quais são e como minimizar os erros de controle de expedição

A cadeia de distribuição de produtos possui vários desafios operacionais, onde um dos principais é o controle de expedição das mercadorias. Por conta disso, este processo se torna altamente estratégico, já que erros nesta etapa podem afetar diretamente a satisfação dos clientes e consequentemente, sua lucratividade.

Alguns exemplos do que pode acontecer nesse processo são entregas equivocadas, avarias, perdas e um aumento no número de trocas e devoluções. Assim, a sua empresa acaba arcando com retrabalho, perda de tempo e até prejuízo financeiro.

A boa notícia é que você pode contornar esses problemas, aprimorando seu processo de distribuição. Para que isso aconteça, você precisa investir em planejamento, organização e, sobretudo, boas práticas na gestão para corrigir e prevenir as falhas.

Neste conteúdo, você poderá verificar alguns dos principais erros no controle de expedição, bem como evitar que aconteçam na sua empresa.

Erros no controle de expedição

Muitos erros podem acontecer dentro do processo de controle de expedição, já que é complexo e altamente estratégico. Estes problemas, se não contornados a tempo, podem te trazer muita dor de cabeça, por isso, fique atento a eles!

Não fazer uma picking list

O processo de geração de uma picking list, nada mais é do que um relatório dos itens que serão expedidos. Esta etapa é uma das mais importante de todo o processo, já que é responsável pela separação de todas as mercadorias. 

Dentro deste procedimento, muitos erros podem acontecer, acarretando em um comprometimento de toda a operação, dentre eles podemos listar:

  • separação de produtos incorretos ou na quantidade errada;
  • troca de dados;
  • descuidos em relação à data de vencimento de uma mercadoria;
  • perda ou esquecimento de itens.

Para minimizar, ou evitar, os erros na hora da separação dos produtos, a picking list se faz tão necessária. Na lista de separação de itens, algumas informações são essenciais, como: 

  • código do pedido;
  • nome de cada produto que deve ser separado;
  • localização dos itens;
  • quantidades necessárias;
  • peso e descrição dos itens;
  • observações e necessidades especiais para armazenamento e embalagem.

Como você pôde perceber, a atividade de picking é muito importante e ela deve ser enxuta. A ideia é destacar as informações essenciais para facilitar a leitura e diminuir tempo gasto na consolidação de um pedido.

Descuido na escolha das embalagens

O processo de empacotamento, ou packing, é feito logo após a separação e precisa de muita atenção. Pacotes malfeitos e frágeis acarretam em danos e avarias durante o transporte.

Alguns erros comuns que podem acontecer nesta etapa do processo são:

  • colagem de etiquetas em encomendas erradas;
  • esquecimento da DANFE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica);
  • uso da embalagem incorreta para os produtos.

Estes problemas podem ser facilmente resolvidos. Para que isso ocorra, o local onde ocorre esta etapa do processo deve estar devidamente preparado e contar com todos os itens necessários e acessíveis aos colaboradores, como as etiquetas e a DANFE.

Lembre-se de sempre preencher os espaços vazios das embalagens, para que as mercadorias não fiquem “soltas” no pacote, podendo ocasionar danos a mesma.

Descuido dos veículos e rotas

O processo de transporte também influencia bastante em todo o processo de expedição, tanto na escolha dos veículos como nas rotas. Para que você possa atender toda a sua demanda, é primordial que você dimensione corretamente a sua frota. Outros pontos para ficar atento são:

  • na capacidade de cada veículo em relação ao peso e volume da carga que será transportada;
  • em driblar a ociosidade — como ter um caminhão circulando com metade do espaço ocupado, gerando custos desnecessários;
  • no número de viagens;
  • no planejamento das rotas;
  • nas especificações técnicas necessárias para o transporte de certas mercadorias — como alimentos que precisam de refrigeração ou produtos com algum risco.

É sempre bom poder contar com profissionais capacitados da área de logística para te ajudar nesta tarefa. Isso garante que a expedição será feita até a entrega final sem problemas ou atrasos, causados por falta de veículos e também que o custo da atividade não seja maior do que o necessário.

Investindo em um sistema de controle de expedição

Em um cenário cada vez mais tecnológico e digital, existem muitas soluções para tornar a gestão mais ágil e assertiva, como o uso de um sistema capaz de integrar todos os setores da sua empresa é um exemplo. Ele é essencial para uma boa gestão, como um todo.

O ideal é investir em um software ERP que conte com o módulo de expedição e controle de estoque, assim, você consegue automatizar e agilizar processos, como:

  • emissão de pedidos e picking list;
  • controle de estoque indicando prazos de validade;
  • emissão de etiquetas personalizadas;
  • gerenciamento da formação de cargas;
  • emissão de documentos, como a Nota Fiscal Eletrônica (NFE);
  • otimização de rotas;
  • romaneio de cargas.

Poder contar com todas estas funcionalidades deixa seu controle de expedição muito mais ágil. O ERP da WebMais Sistemas possui todas estas funcionalidades, além da possibilidade de integração com todos os departamentos da empresa, para que você não tenha erros no controle do estoque e principalmente da expedição na sua empresa.

Agende uma demonstração gratuita com um dos nossos consultores e visualize, na prática, como nosso software de gestão pode te ajudar a gerir todos os setores da sua empresa.

fale-com-especialista

Deixe um comentário

dezoito − sete =