Estoque parado: 5 problemas que você pode evitar

Suas vendas precisam ser constantes. Sem vendas, o estoque parado torna-se uma realidade, com armazéns cheios e dificuldade de honrar com todos os seus compromissos com os colaboradores e fornecedores, bem como investir em melhorias. Logo, evitar essa situação é uma das estratégias para manter a saúde financeira do seu negócio. 

Por isso, seus produtos precisam sair do estoque e se transformar em dinheiro! Sabemos que a saúde financeira é essencial para qualquer empresa, especialmente as distribuidoras. O balanço entre as mercadorias de alto e baixo giro precisa acontecer para que você não se depare com um estoque abarrotado de mercadorias paradas e que não geram lucratividade.

Atualmente você está com problemas em seu estoque? Tem mercadorias com baixo giro e que ficam emperradas na sua empresa? Para te ajudar nesta tarefa, trouxemos os 5 principais problemas que o estoque parado pode trazer para o seu negócio e como você pode evitá-los.

Como saber se meu estoque está parado?

Estoque parado é, resumidamente, um acúmulo de mercadorias em estoque, seja por quantidade insuficiente de vendas, falhas de gestão e logística, sazonalidade ou outros fatores. Ou seja, se você consegue, por meio de inspeção visual ou até mesmo um inventário de estoque, identificar produtos nessa condição, saiba que é o momento de adotar estratégia para movimentá-los, sob o risco de gerar problemas para a sua empresa.

Antes disso, porém, é preciso entender algumas das ações que podem gerar essa situação no seu estoque. Dentre os principais fatores, podemos citar:

  • Compra de produtos em quantidade maior que a real demanda de vendas;
  • Falhas na comunicação entre os setores financeiro e logístico, o que pode gerar ordem de compras repetidas ou com quantidades erradas;
  • Desconhecimento sobre o público-alvo e buyer persona ideais para a empresa;

Todos esses fatores, em maior ou menor grau, colaboram para os prejuízos relacionados ao baixo giro de alguns produtos dentro do estoque.

Problemas que o estoque parado pode gerar na sua empresa

Todas as empresas precisam otimizar seus recursos, ainda mais levando em consideração o momento da economia que estamos vivenciando. Nesse contesto, a gestão de recursos é uma ferramenta fundamental para implantar no seu negócio, especialmente porque ela é a responsável por apontar as mercadorias que mais tem potencial de vendas, por exemplo, entre outros dados pertinentes.

Devido a alta competitividade entre as empresas, a redução de custos acaba sendo a melhor saída para que elas se mantenham no mercado. Uma das melhores maneiras de alcançar esta redução é por meio de uma boa gestão de matérias-primas tanto como de produtos acabados.

Quando a administração do estoque é realizada de forma equivocada, muitos problemas podem surgir para o seu negócio e é sobre eles que vamos falar agora:

1. Baixa liquidez

A liquidez é a facilidade em que a empresa transforma seus ativos em caixa, ou seja, a capacidade de vender seus produtos e gerar faturamento. 

Quando o estoque está parado ocorre o oposto. Neste caso foi investido na compra de produtos e insumos com os recursos financeiros da sua empresa e se o resultado esperado não for obtido, acaba comprometendo seu caixa

O principal problema que a baixa liquidez do estoque traz para a sua empresa é a falta de caixa para pagar fornecedores, colaboradores e impostos. Isso nos leva ao segundo problema, o endividamento.

planilha-controle-estoque-três-homem-olhando-estoque

2. Endividamento

Como vimos, o estoque parado altera as finanças da sua empresa e sem dinheiro fica difícil honrar com todos os compromissos. Para que isto não ocorra, muitos empresários acabam recorrendo aos empréstimos bancários. 

Os bancos possuem uma taxa de juros muito elevada, e por conta disso a saúde financeira do seu negócio pode ser prejudicada. 

Muitas empresas acabam contraindo dívidas permanentemente, gerando um ciclo vicioso de empréstimos, estando sempre com dívidas. Tome muito cuidado para não ficar nesta situação!

3. Custos com a manutenção do estoque

Manter o estoque organizado por si só já gera custo. Você precisa de funcionários para realizar a manutenção, bem como dispor de uma estrutura física adequada.

Se o produto necessita de condições especiais de armazenagem, como temperatura e umidade controladas, seu custo tende a aumentar conforme o tempo em que o produto permanece em seu estoque.

4. Perda de produtos

Ao ficar muito tempo no estoque, os produtos podem sofrer danos, que muitas vezes inviabilizam a comercialização. Essas avarias podem estar relacionadas ao armazenamento incorreto, como erros no posicionamentos e deslocamentos destes itens, que podem causar uma desvalorização do produto. Outra situação comum é a perda da validade ou danos causados por armazenagem fora da temperatura ou umidade correta, o que acaba levando a um grande prejuízo.

Alguns setores podem sofrer ainda com a sazonalidade, ou seja, alguns produtos são aceitos pelo mercado somente em algumas épocas do ano. Os exemplos mais fáceis de entender são os materiais escolares e picolés.

Muitas promoções acabam ocorrendo ao final do período para liquidar o estoque, mas para as indústrias esta técnica não funciona muito bem. Por melhor que sejam os preços, muitas vezes os distribuidores acabam não comprando e muitas matérias-primas são descartadas, gerando um grande prejuízo.

sistema de controle de estoque webmais

5. Perda de oportunidades de investimento

A demanda dos consumidores altera constantemente e está cada vez mais difícil para as empresas acompanharem todas elas.

Agora, pense na seguinte situação: você identificou um novo produto que irá impulsionar as suas vendas. Porém seu caixa está comprometido, já que tem produtos que não resultaram em vendas no seu estoque. Quando você não vende, não tem dinheiro para realizar novos investimentos.

Para que isso não ocorra, o gestor pode realizar promoções para fazer o estoque girar assim que perceber que algum produto pode ficar parado. Claro que para isso é necessário experiência no segmento e do público atendido, mas com dedicação é fácil de notar as nuances do mercado.

Analisando todos os 5 problemas do estoque parado que listamos, é fácil perceber que ele é sinônimo de dinheiro parado, ou seja, prejuízo.

Então, como movimentar o estoque parado?

Agora que você já sabe o quão nocivo a baixa movimentação no estoque é, hora de saber como se livrar desse problema de maneira prática e evitar que ele seja recorrente.

A grande parte das empresas realizam as compras de insumos ou produtos baseadas apenas no feeling do gestor ou na expectativa de que determinado produto tenha sucesso nas vendas. O excesso de otimismo pode levar gestores a realizarem compras de forma equivocada. 

Para que o estoque parado não seja um problema para os seu negócio, é necessário compreender a demanda para então realizar um planejamento de compras. Muitas vezes pode ser trabalhoso realizar este planejamento, por isso é sempre bom utilizar a tecnologia disponível para te auxiliar nesta tarefa. 

Confira nossas dicas para evitar as consequências do estoque parado:

1. Faça promoções atrativas

É fato que quanto menor o número de itens em seu estoque, mais dinheiro está circulando na sua empresa. Um estoque muito grande pode prejudicar as suas vendas e o seu caixa. Afinal, mercadorias que ficam muito tempo paradas no estoque perdem diariamente o seu valor de revenda, além de sofrerem depreciação e até mesmo ultrapassam o prazo de validade.

Nesse contexto, crie promoções periódicas e avalie a resposta dos clientes aos descontos ofertados. Uma liquidação rápida de todos os produtos armazenados, apesar de conseguir um retorno reduzido, devido aos descontos, pode resultar em uma boa quantia em caixa para poder planejar a próxima reposição.

2. Identifique se há sazonalidade nas suas vendas

Um dos passos primordiais para tornar a gestão de estoque parado mais eficiente é identificar a sazonalidade de vendas, ou seja, o começo e o fim das fases sazonais de cada produto. Para isso, é preciso conhecer o ciclo de vendas dos seus produtos e identificar às épocas em que há um acréscimo ou decréscimo nas vendas.

Com estas informações em mãos, você consegue programar seu estoque e realizar compras mais assertivas, não ficando com itens estagnados no estoque.

3. Use a tecnologia a seu favor

Muitas empresas acabam utilizando planilhas para realizar o controle do estoque, porém elas podem acabar se perdendo, ou ainda causando retrabalho para a sua equipe. Felizmente, a utilização da tecnologia no gerenciamento de estoque virou uma atividade mais eficaz, proporcionando ótimos resultados para toda a organização.

Para que você, enquanto gestor, possa gerir de forma mais eficiente sua empresa, identificando ponto de melhoria e formas de aumentar a lucratividade, é essencial o uso de um sistema de gestão que integre todos os setores, como um ERP.

4. Conheça ainda mais o seu consumidor

Por fim, tendo em vista que uma das principais causas do estoque parado é a compra de produtos que não correspondem ao perfil de consumo dos clientes, é importante que você invista em campanhas de pesquisa para entender mais profundamente quem é o consumidor ideal (buyer persona).

Crie estratégias com o time de marketing e de vendas para compreender as necessidades (e, consequentemente, os produtos) prioritárias para o seu consumidor. Dessa forma, você tem total ciência de quais produtos investir mais e quais possuem menor potencial de giro.

Como a WebMais pode te ajudar a evitar estoque parado?

O sistema ERP WebMais vem auxiliando várias indústrias e distribuidoras a reduzir os gastos com compras, perdas de mercadorias vencidas, e utilizando o estoque de maneira mais estratégica dentro do seu dia-a-dia.

O software permite operar com estoque mínimo e programação de compras, além de contar com recursos que ajudam na identificação da sazonalidade e controle de estoque em poder de terceiros.

Ainda tem relatórios gerenciais para te ajudar no momento da compra de insumos ou produtos, como o relatório de necessidade de compra, que leva em consideração o histórico de vendas, quantidade em estoque e ordens de compra em aberto. 

Converse com um de nossos especialistas e resolva já este problema de estoque parado.

1 Comentário “Estoque parado: 5 problemas que você pode evitar

Deixe um comentário

três × 2 =