homem-segurando-notebook

Gestão da produção: o que você precisa saber para ter um controle eficaz?

A sua empresa tem um controle de produção organizado? Sabe qual é a importância da gestão do processo produtivo? Investe em ferramentas modernas e inovadoras para tornar o procedimento mais eficiente? Não? Então certamente a sua indústria não lucra tanto quanto poderia.

Cada etapa dentro do processo de produção é importante e a combinação de todos os estágios impacta nos resultados da sua indústria. Pode ser que as consequências sejam positivas ou negativas, mas tudo vai depender da forma como a cadeia produtiva é gerenciada. Ou seja, como é feita a gestão da produção.

Não sabe o que é gestão da produção, nem como ela pode impactar o seu negócio? Calma! Preparamos o post de hoje para esclarecer todas as dúvidas relacionadas a esse assunto:

  • O que é a gestão da produção e por que é importante?
  • Quais são os benefícios desse controle?
  • Qual é o passo a passo para realizar a gestão da produção? 
  • Que tipo de empresa precisa adotar essa prática?
  • Quais erros precisam ser evitados ao fazer esse controle?
  • Como a tecnologia pode ajudar na gestão da produção?

Prepare-se para assumir o controle da sua indústria e conquistar resultados mais positivos!  

O que é a gestão da produção e por que é importante? 

A gestão da produção é uma atividade que visa controlar todos os processos dentro da cadeia produtiva. Isso envolve extração, manuseio e controle de matérias-primas, transformação de materiais em produtos, ordens de produção, gestão de qualidade e distribuição do produto final, entre outros.

O principal objetivo da gestão da produção é estabelecer um padrão de processos, a fim de aumentar a eficiência operacional da organização bem como assegurar a qualidade dos produtos e rapidez nas entregas.

Como o mercado está cada vez mais competitivo, com empresas novas abrindo suas portas a todo instante, a indústria que quer se destacar precisa oferecer um diferencial.

Diferencial esse que pode ser adquirido ao fazer a gestão da produção, já que a empresa passa a se tornar mais ágil e assertiva na elaboração de produtos e cumprimento de prazos. Isso sem dizer que é possível  evitar desperdícios e reduzir custos com um controle inteligente de perdas e sobras.   

Quais são os benefícios desse controle?

A gestão da produção consegue tornar a empresa mais ágil quando o assunto é atender o mercado e garantir produtos de qualidade. Mas, será que é apenas isso que o controle de processos oferece para a indústria? Não necessariamente! 

Fora essas vantagens, a atividade administrativa oferece também uma série de outros benefícios como: 

1. Execução correta das atividades

Controlar e gerir o processo produtivo contribui para que as atividades dentro da indústria sejam executadas corretamente no tempo previsto. Também auxilia para que cada etapa de produção seja realizada com os materiais adequados e nas quantidades certas. 

2. Sucesso nas entregas

Uma vez que existe total controle sobre a cadeia produtiva, o gestor consegue garantir que o produto final será entregue com sucesso. Afinal, a produção é ágil e as mercadorias possuem qualidade, e isso contribui para tornar a distribuição dos produtos e a experiência do cliente a melhor possível. 

#3. Melhor gestão financeira

Além de garantir a execução correta das atividades e sucesso nas entregas, o controle de produção ajuda ainda a melhorar a gestão financeira da empresa. 

Como o gestor passa a monitorar de perto todo o processo produtivo, ele consegue identificar com mais facilidade se a organização tem prejuízo ou lucro. A partir dessa análise e gestão fica mais fácil direcionar melhor os investimentos ou elaborar estratégias para mitigar desperdícios e custos. 

#4. Maior controle dos pedidos

Como o processo produtivo também envolve verificar qual é a demanda do produto, o gestor pode usar a gestão para melhorar o controle sobre os pedidos. Assim identificando quais quantidades a indústria é capaz de produzir e quanto tempo é necessário para concluir a produção.   

#5. Menos desperdícios e atrasos

O controle de produção auxilia o gestor a identificar com antecedência quais são os componentes necessários para a fabricação dos produtos, como também qual é a quantidade certa de matéria-prima para cada um dos estágios de produção. 

Esse conhecimento ajuda a evitar desperdícios e atrasos, uma vez que o processo não precisa ser interrompido por falta de materiais, sendo possível realizar uma gestão mais inteligente de perdas e sobras.  

gestão de produção

#6. Produtividade máxima

Quando faz a gestão da produção, o gestor consegue garantir que a indústria possui os elementos necessários para produzir os produtos. Isso quer dizer que o chão de fábrica pode desempenhar os processos com o máximo de eficiência sem pausas, garantindo assim maior produtividade.  

#7. Facilidade na elaboração de relatórios de desempenho

Ao controlar todos os processos dentro da cadeia produtiva o gestor consegue assegurar uma visão mais ampla sobre os negócios. Isso porque, ao integrar setores, pode acessar informações importantes e atualizadas sobre cada estágio de produção. E, com base nisso, elaborar relatórios gerenciais e de desempenho mais facilmente. 

6 passos para realizar a gestão da produção

Agora que você já sabe o que é gestão da produção, qual a sua importância e seus benefícios, que tal descobrir como fazer um controle eficiente? Neste tópico separamos um passo a passo bem simplificado para você gerir a sua produção. Confira!  

Passo 1: Verifique a demanda do produto

Como está a demanda do seu produto? O número de pedidos está alto ou a quantidade de solicitações tiveram uma recaída? O seu cliente precisa do produto imediatamente ou a entrega não possui tanta urgência?

Avaliar todas essas questões é o primeiro passo para realizar uma gestão da produção eficaz. Isso porque, ao saber qual é a demanda do seu produto, você consegue traçar um planejamento estratégico para suprir as necessidades do seu cliente. 

Passo 2: Alinhe a demanda com a capacidade produtiva

Assim que verificar a demanda do produto é hora de alinhar a demanda com a capacidade produtiva da empresa. Não adianta a sua indústria receber uma série de pedidos e não ter maquinário, ou mão de obra suficientes para realizar a produção, certo?

O sucesso de uma organização não está unicamente relacionada a quantidade de produtos que ela vende, mas sim na forma com que ela gerencia os seus recursos e processos. Por isso, verifique se a sua organização possui capacidade para atender os pedidos antes de assumir novos compromissos.

Passo 3: Defina estratégias

Feito isso, é tempo de definir estratégias: Como acelerar o processo produtivo? Como proporcionar uma entrega mais rápida de produto? E reduzir os custos de produção para oferecer um preço mais atrativo? Como gerenciar melhor as perdas e sobras?

Nessa etapa você precisa definir ações estratégicas que tragam resultados positivos para o seu negócio seja na produção, armazenamento, separação de pedidos ou entregas. 

Passo 4: Faça a programação da produção

Assim que tiver estabelecido as estratégias é hora de fazer a programação do seu processo produtivo. Preveja que matérias-primas são necessárias para produzir os produtos e qual é a quantidade mínima de estoque para produção. Isso pode ajudar a evitar gastos desnecessários com compras de urgência.

Ah, também instrua a sua equipe para que utilizem apenas o necessário.

Passo 5: Controle a produção

Já sabe quais componentes serão necessários e qual é a quantidade certa? Então agora é controlar a produção para evitar atrasos e desperdícios, também estoque parado. 

Aqui você deve acompanhar o processo produtivo da sua empresa para certificar que os operadores não estão fazendo mau uso dos materiais, nem que os processos estão estacionados por falta de matéria-prima.

Passo 6: Monitore os resultados

Por último, mas não menos importante, monitore os seus resultados. Assim que o produto estiver acabado, verifique se as estratégias surtiram efeito e se todo o planejamento de produção foi seguido à risca. Identifique possíveis falhas e erros e estude possíveis melhorias para otimizar as operações.

Que tipo de empresa precisa adotar essa prática? 

Nessa altura do texto você deve estar se perguntando se todas as empresas precisam realizar a gestão da produção…

Pois bem, digamos que todas as indústrias que trabalham com manufatura ou transformação de produtos precisam adotar essa prática. Isto é, empresas alimentícias, de cosméticos, medicamentos, metalúrgicas, químicas e plásticos.

Como a elaboração de produtos nesses segmentos é considerada complexa por ter muitos estágios até um item ficar pronto , o interessante é fazer a gestão da produção para manter controle sobre todo o processo.

Já pensou se a sua organização trabalha no ramo de medicamentos, fabrica um remédio específico (com alta demanda do mercado), mas não possui caixas o suficiente para embalar o produto em estoque? 

Como fica a entrega desta mercadoria? E a situação do consumidor final quando chegar no estabelecimento, pedir o remédio e descobrir que não tem? A reputação da indústria pode ficar comprometida!                                                                                                               

Quais erros precisam ser evitados ao fazer o controle da produção?

Fazer o controle da produção parece ser uma tarefa bastante simples após ver o passo a passo acima. No entanto, existem alguns “errinhos” que podem acabar prejudicando a gestão caso o gestor não esteja atento.

Abaixo veja quais falhas precisam ser evitadas para você realizar um controle e uma gestão da produção eficaz.

Erro 1: Calcular errado a demanda

Quando você não calcula a demanda de produtos corretamente, a indústria pode assumir um compromisso que é incapaz de cumprir. 

Se um cliente pede 1 mil produtos até final do mês, mas a sua indústria possui capacidade para produzir apenas a metade desse pedido, por exemplo, você pode acabar prejudicando quem compra ou até mesmo queimar a sua reputação. 

Erro 2: Manter as informações desorganizadas

Informações que estão diretamente relacionadas ao processo produtivo como quantidade de matéria-prima em estoque, valor disponível em caixa e demanda de pedidos, precisam ser atualizadas regularmente. 

Qualquer dado que estiver desatualizado pode acabar afetando a sua tomada de decisão, atrasar a entrega de produtos ou até mesmo prejudicar a produção.  Já pensou em todos os prejuízos? 

Erro 3: Não treinar o time

O gestor de produção é responsável pelo sucesso da indústria, mas isso não quer dizer que ele trabalha sozinho ou que não depende da colaboração de seus funcionários. 

Para que a gestão seja feita corretamente e a sua empresa alcance os resultados pretendidos, a sua equipe precisa trabalhar como um todo para atingir os mesmos propósitos. Não só isso, precisa ser treinada por você para realizar as tarefas corretamente.

Erro 4: Deixar a manutenção de máquinas e equipamentos de lado

Embora a mão de obra humana seja um componente fundamental na indústria, são as máquinas e os equipamentos que vão desempenhar o trabalho mais árduo na cadeia produtiva. Ignorar a manutenção desses ativos é o mesmo que permitir que a sua organização sofra com paralisações no futuro ou arque com custos elevados com consertos e reparos. 

Erro 5: Não investir em tecnologia

A tecnologia chegou para transformar tudo que já se sabe sobre controle da produção, mas algumas empresas ainda ficam receosas em adotar ferramentas mais modernas porque acreditam que o investimento é alto ou que as inovações não suprem suas principais necessidades. 

Sua indústria faz parte desse grupo? Pois saiba que já existem tecnologias bem acessíveis e que oferecem funcionalidades inovadoras para ajudar nesse controle como, por exemplo, um sistema ERP para gestão da produção.   

planilha-controle-estoque-três-homens-estoque

Como a tecnologia pode ajudar na gestão da produção 

A tecnologia pode ser uma grande aliada no processo de controle de produção quando a empresa escolhe a ferramenta certa.   

A utilização de um sistema ERP como o WebMais, por exemplo, pode tornar a comunicação mais eficiente entre todas as áreas envolvidas no processo produtivo. Assim é assegurada uma gestão mais ágil, fácil e livre de erros. E o melhor: tudo em um único local! 

Como a tecnologia oferece funcionalidades de:

  • Controle de Lote e Validade,
  • Controle de Estoque
  • Gestão de Materiais
  • Controle de Produção
  • Gestão de Vendas 
  • Controle de Expedição
  • Controle Financeiro
  • Integração com Terceiros e
  • Gestão de Clientes

A produção exige o gerenciamento de muitas etapas e cabe a você assegurar uma boa gestão. Assim sendo, contar com uma ferramenta que otimiza o controle de processos como o WebMais, pode ser um fator determinante para o desempenho e sucesso do seu negócio.

Deixe um comentário

8 − dois =